segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Museu Van Gogh trabalhos do artista e seus colegas

Imagem Semanal: Museu Van Gogh trabalhos do artista e seus colegas








Inaugurado em 2 de junho de 1973 na cidade de Amsterdam, o Museu van Gogh abriga o maior acervo de obras do pintor holandês, os cadernos de esboços, ilustrações para livros e cerca de 600 cartas para seu irmão Theo. Há, ainda, trabalhos de seus companheiros contemporâneos. Entre os objetivos do Museu estão: Adquirir e conservar a coleção dos trabalhos de van Gogh e artistas do período entre 1830-1914. Um programa de pesquisa e publicações baseadas nessa coleção. Executar um programa de educação destinado a diferentes públicos e promover exibições. Em 1998  e 1999 o prédio sofreu enorme reforma, comandada pelo arquiteto hlandês Martien van Goor adaptando-o para às novas exigências técnicas Atualmente em cartaz: Daubigny, Monet, van Gogh: Impressions of Landscape. A cada ano, o museu recebe 1500000 visitantes estando em segundo lugar dos museus da Holanda e entre os 100 mais visitados em todo mundo.







The Cottage, 1885. van Gogh tinha especial interesse pelas pequenas propriedades nos campos. Ele as chamava de ninhos humanos. O antigo chalé representado, com suas duas portas de entrada e sua chaminé, da uma idéia idílica da vida rural. Eram moradores da casa os De Groots representados em Comedores de Batatas.

The Potato Eaters, 1885. Retratando as cinco figuras em  cômodo escuro iluminado com a luz de um lampião a óleo. São quatro mulheres e um homem sentados nas cadeiras colocadas ao redor de uma mesa quadrada. A iluminação dos personagens destaca suas feições e o espectador parece participar da conversa. É considerada a primeira grande obra do artista.



Self-Portrait with Pipe, 1886.

Self-Portrait with Dark Felt Hat at the Easel, 1886
Still Life with Quinces and Lemmons, 1887. Na belíssima natureza-morta, Van Gogh não estava interessado numa precisa representação das frutas, mas sua atenção volta-se para o estudo das cores, especialmente o amarelo. A composição tem diferentes tons de ocre, amarelo e marrom, completados com rosa, vermelho, verde e azul. A inovação foi a pintura da própria moldura nas cores amarelo e marrom numa referência aos pontilhistas. O quadro foi dedicado ao seu irmão Theo.

The Bridge in the Rain (after Hiroshige), 1887.  Nela está representado o interesse de van Gogh pela arte japonesa. O trabalho é baseado numa gravura do artista japonês Hiroshige de sua própria coleção. As bordas são preenchidas com caracteres caligráficos. A obra difere da original por suas cores diferentes e brilhantes.
Portrait of Camille Roulin, 1888. Em 1888, van Gogh planejou pintar toda família de Joseph Roulin, o carteiro de quem se tornou amigo. Os retratos dos pais tornaram-se conhecidos e famosos. Camille, o menino, tinha 12 anos quando o retrato foi feito.

View of the Sea at Schevenveningen, 1888. Uma pequena vista do mar pintada com grossas camadas de tintas e ásperas pinceladas. O mar agitado, o céu nublado, escuro e a bandeira do barco tremulando com o vento sugerem a possibilidade de tempestade. A identificação de grãos de areias misturados com a tinta indica os ventos enfrentados pelo artistas durante a execução da pintura.

The Yellow House. The Street, 1888. Van Gogh chamou esse trabalho The Street incorporando a vizinhança inclusive o restaurante onde ele comia com frequência e a casa do seu amigo, o carteiro Joseph Roulin.

The Bedroom, 1888. Foi pintado en três versões. A primeira enviada ao seu irmão Theo. É o quarto da casa amarela.

Sunflower, 1889. Essa é a quarta versão da série Girasóis plntadas pelo artista 






Coleção de alguns outros artistas:




Anthon van Rappar (1858-1892) Weaver, 1884.
Claude Monet (1840-1926) Pintor impressionista francês.  Monet visitou a Holanda por três vezes. Na primeira, permaneceu por quatro meses em Zaandam com sua família. Estimulado pelas diferentes cores, pelos múltiplos moinhos e os magníficos barcos, Monet produziu uma grande quantidade de trabalhos representando a paisagem holandesa. Mills in the Westsijderveld near Zaandam, 1871. Coleção Museu van Gogh.



Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901) Young Woman at a Table, Poudre de Riz, 1887.

Paul Gauguin (1848-1903) Vincent van Gogh Painting Sunflowers,1888.



Émile Bernard (1868-1941) Self-Portrait with  Portrait of Gauguin,1888.



Charles Laval (1861-1894) Self-Portrait, 1888.

Isaac Israels (1865-1934) Portrait of Johanna van Gogh-Bonger, 1925.



domingo, 20 de novembro de 2016

Vélasquez e os Retratos

Imagem Semanal: Velásquez e os Retratos.




Diego Rodríguez de Silva y Velásquez (1599-1660)  Pintor barroco espanhol. Nasceu em Sevilha. Começou seu aprendizado aos seis anos com Francisco Herrera, o Velho. Mais adiante integrou como aprendiz o ateliê de Francisco Pacheco. Em 1617, abriu seu próprio estúdio em Sevilha. No ano seguinte, casou-se com Juana Pacheco filha de seu mestre. Em 1622, viajou para Madrid e pintou o retrato do poeta Luís de Góngora. Em 1623, voltou a Madrid para pintar o retrato  do rei Filipe IV, esse ficou encantado com o seu trabalho e o nomeou para pintor da corte. Influenciado por Caravaggio, tornou-se especialista em retratos e cenas históricas, mitológicas e religiosas. Visitou a Itália, sendo influenciado por Ticiano, Tintoretto, Veronese e El Greco. Encontrou-se com Rubens, que o influenciou a pintar temas mitológicas. Nomeado pintor do rei, deixou uma significativa obra de documentação sobre a corte espanhola. Self-Portrait, detalhe de Las Niñas. Museu do Prado.





Portrait of Don Luis de Gongorra y Argote, 1622. Museu do Prado, Madrid.

Portrait of Philip IV, 1628. Museu do Prado, Madrid.


Portrait of a Young Man, 1629.


Portrait of Juan de Pareja, 1630.  Metropolitan Museum of Art, Nova York.

Portrait of a Man, 1630-1635. Metropolitan Museum of Art, Nova York. 

Portrait of Philip IV or Philip IV in Brown and Silver, 1935.National Gallery, Londres.
El Príncipe Baltasar Carlos a Caballo, 1635. Museu do Prado.


Portrait of Pablo de Valladolid, 1637-1637. Museu do Prado, Madrid


Equestrian Portrait of Philip IV, 1635. Museu do Prado, Madrid.


El Príncipe Baltasar Carlos Cazador, 1635. Museu do Prado, Madrid.


Portrait of Francisco Quevedo, 1630-1640.

Francisco Lezcano, el Niño de Vallecas, 1643-1645. Museu do Prado, Madrid.
Portrait of Sebastián de Morra, 1645. Museu do Prado, Madrid.

,
Retrato del Papa Inocencio X, 1650. Galeria Doria Pamphilli, Roma.

Portrait of Cardinal Camillo Astali Panphili, 1650. Hispanic Society of America.

Retrato de Camillo Massimi, 1650. National Gallery, Londres.


The Infanta Maria Theresa of Spain or The Infanta Maria Theresa Aged 14, 1652-1653. Kunsthishoriches Museum.

Portrait of Infanta Margarita Teresa in a Blue Dress, 1659.Kunsthistoriches Museum, Viena.

Portrait of Infante Philip Prosper, Prince of Asturias, 1657-1661Kunsthistoriches Museum, Viena.

domingo, 13 de novembro de 2016

As Três Graças de Pompéia a Niki de SaintPhaile

Imagem Semanal: As Três Graças de Pompéia a Niki de SaintPhaile

As Graças (Caritas) são as deusas da dança representadas por lindas mulheres nuas. São as dançarinas do Olimpo. Eram filhas de Zeus e Era ou, para alguns, de Zeus com a deusa Eurinome. Seus nomes Aglaia _ a claridade. Talia _ a que faz os brotos das flores. Eufrasina _ o sentido da alegria. Elas foram representadas na pintura, na escultura e na fotografia.




Autor desconhecido. The Three Graces, 79 A. D. Afresco. Pompéia.

Autor desconhecido As três Cárites Fragmento de escultura em mármore (século II) Período Greco Romano, baseado em pintura grega. Piccolini Library, Siena.

Peter Paul Rubens (1577-1640) As Três Graças, 1640. Museu do Prado. Madrid.
.

Sandro Botticelli (1445-1517).  A Primavera detalhe das Três Graças, 1477-1482. Galeria deli Uffizi, Florença.



Rafael (1483-1520)  The Three Graces (1500-1505) Musée Condé, Chantilly.

Lucas Canach The Elder (1472-1553) The Three Graces,1531. Museu do Louvre, Paris. 

Jacopo_Carrucci  ou Pontorno (1494-1577) The Three Graces, 1540-1549. Galerie degli Uffizi, Flirença.


Jean-Baptiste Regnault (1754-1829) The Three Graces, 1797-1798. Museu do Louvre, Paris.

Antonio Canova (1757-1822) The Three Graces, 1814-1817. Museu do Hermitage, São Petersburgo. 


Jacques-Louis David (1748-1925) Mars Disarmed by Venus and Three Graces, 1822-1824. Musées Royaux des Beaux-Artes, Bélgica.


Willian Etty (1787-1849) The Three Graces, 1840. Lady Lever Gallery.



August Rodin (1840-1917) Trois Faunesses, 1896. Musée Rodin, Paris.


Marie Bracquemond (1840-1916) Three Ladies with Parasol. Aka Three Graces, 1889.


John Singer Sargent (1856-1925) The Three Graces, 1916-1918, Museum of Fine Arts, Boston.

Manierre Dawson (1887-1969) The Meeting. Thre Graces, 1912. Metropolitan Museum of Art, Nova York.


Emile Vermon (1872-1920). Three Graces.


Pablo Picasso (1881-1973) The Three Graces, 1925.



Salvador Dali (1904-1989) The Three Graces, 1963, Litografia.


Niki de SaintPhale (1930-2002) Trois Grâces, 1999. National Museum of Women in the Art, Washington.


Sculpture _ Taschen, 1998.